Employer Branding: O que torna o emprego único?

O que torna o emprego na sua empresa único?
Confira o resumo do 9º RECRUTALKS - “O que torna o emprego na sua empresa único?” Sua essência e algo mais!

Compartilhe esse post

E o “9º RECRUTALKS — Employer branding como estratégia. Vencendo crises!” foi tudo de bom! Karina da Fonte, com toda sua sabedoria e preparo nos deu uma aula sobre Employer Branding e como podemos utilizá-lo como estratégia de gestão de pessoas, nos mostrando como esse é um caminho de sucesso e resultados para as organizações. E Tereza Helena, com toda sua vivência e experiência de RH, nos trouxe muitos cases práticos e como a Neurotech tem usado iniciativas de Employer Branding para atrair e reter talentos e como isso os ajudou a vencer o desafios atuais.

“O que torna o emprego na sua empresa único?” Essa foi a 1ª provocação da Karina.
E aí, conseguem responder? Bom, aqui já sugiro que vocês assistam ao ao vídeo na íntegra clicando no link que estará no final do artigo,mas preparamos o resumo abaixo para dar um gostinho a mais e aumentar sua vontade de assistir ao conteúdo completo.

A base para o employer branding é o conceito de EVP — Employer Branding Proposition, ou seja, o conjunto de benefícios oferecidos ao colaborador em troca do seu tempo e esforço. Employer branding é uma forma de comunicar e tangibilizar o EVP. E Karina nos trouxe a constatação “Employer branding não tem início, meio e fim. Employer Branding é uma jornada, com começo e sem fim”. O resultado dessa jornada é atração, engajamento e retenção dos melhores talentos que com seu trabalho contribuem para melhores resultados.

Também nos foi lembrado que o mundo está mudando e nossas relações também, especialmente nossa relação com o trabalho. “As empresas contratavam braços no séc XIX, cérebro no séc XX e terão que contratar corações no séc XXI”. Em que século você e sua empresa estão? E vocês estão buscando resultados do passado e do futuro?

Hoje as pessoas decidem trabalhar numa empresa depois de conhecer seu propósito, seus valores, as causas que apoiam, isso conta e muito. Mas o segredo do EVP está em encontrar o equilíbrio entre o que a empresa deseja e o que os colaboradores desejam.

Karina nos trouxe o The Value Proposition Canvas, material muito bacana da Strategyzer, que ajuda as empresas a construírem seu EVP. Nesse ponto, aconselho muito que vocês assistam ao vídeo, link está ao final do texto, e confiram a aula que foi dada sobre o tema e como podemos aplicar o conceito de forma correta e transformar essa construção em vantagem competitiva.

E aterrizando o tema no atual momento de pandemia e, principalmente, pós pandemia uma das poucas certezas é que será natural as pessoas se perguntam “E agora?”, “O que vai mudar?”, “Eu ainda farei parte disso?”. Ou seja, é certo que ainda haverá mudanças e incertezas e momentos de mudança geram Entropia, que é o grau de desordem, incômodo e questões ocultas que ocorrem nas empresas que causam uma disfunção interna. Ou seja, pessoas estão gastando energia com outros temas e isso faz com que percam foco nas entregas.

E qual o segredo para combater a entropia nas organizações? Garantir que as pessoas compreendam o contexto, garantir um alto grau de clareza e entendimento do que está acontecendo ao seu redor. E como método para tornar essa compreensão efetiva foi sugerido o uso do Círculo Dourado de Simon Sinek. (Confira aqui esse TEDx do Simon Sinek).

“Conhecimento promove sintonia, significado e maximiza valor para pessoas e negócios”

Então vamos prestar atenção e refletir o sobre a cultura presente em nossas empresas:

  • Líderes precisam dar autonomia e responsabilidade: cada vez mais necessário;
  • Inovação estímulo à experimentação: isso engloba aceitação do erro;
  • Foco em resultados e pertencimento: clareza do que é preciso ser feito, entregue e fazer com que todos entendam e compartilhem as conquistas dos times;
  • Equipes colaboração / composição de squads: será muito mais fácil manter coeso times que estão focados no mesmo projeto;
  • Atenção ao bem estar e descompressão: usar ferramentas de gestão de comunicação para manter o contato e monitorar como o time se sente.
  • Mindset ágil — é a forma como as empresas garantirão um agora e futuro sustentável. Dica da palestrante: quem não conhece o tema, deve pesquisar sobre. Os times de RH devem ser protagonistas nesse movimento.

Por fim, Karina nos lembrou que as pessoas que formam as equipes estão passando por uma forte necessidade de adaptação. De repente suas casas se transformaram em ambiente de trabalho, escola, igreja, seu local de lazer etc. É responsabilidade do employer branding tornar essa adaptação mais fácil.

E líderes, vocês são parte crucial nesse processo e usem e abusem desses Pilares: empatia, proximidade, compartilhamento.

Vivências proporcionadas pelas empresas na pandemia deixarão fortes memórias — que serão a base da cultura de orgulho e pertencimento e isso refletirá em resultados.

A dica é “Comunicação, Interação sem Moderação” para fortalecer o Employer Branding

“O que torna o emprego na sua empresa único?” Sua essência e algo mais!

Não deixem de conferir o vídeo e conhecer uma série de boas práticas de employer branding da Neurotech e como tem sido essa jornada na empresa. E nesse ponto,nada melhor do que ver a Teresa Helena explicando os impactos positivos dessa jornada e como o employer branding está ajudando a Neurotech a vencer a crise e continuar crescendo.

E aí gostaram? Recomendamos fortemente a experiência de assistir, é só clicar neste link.

Inscreva-se na nossa Newsletter

Receba nossas atualizações por e-mail

Conheça outros conteúdos

Conversa inspiradora em podcast com Patrick Gouy, CEO da RECRUT.AI
Smart Recruiting

Podcast inspirador com CEO da RECRUT.AI

Nosso CEO, Patrick Gouy, participou do ep. 07 do Tiagocast, publicado na última quinta-feira (23/06/2022). O podcast é perfeito para quem deseja conhecer melhor o

Vamos transformar o seu processo de recrutamento e seleção?

Agende uma demonstração

Tudo certo!

Recebemos a sua solicitação!

Agende uma demonstração

Complete o formulário para encontrarmos o melhor consultor